FAQ

Por que envelopar meu carro?

Envelopar é uma maneira divertida e econômica de proteger e valorizar carros e motos e, de quebra, ganhar um visual diferenciado. A moda de envelopamento começou na Europa e nos Estados Unidos no final dos anos 90. Na época os mais jovens viam no procedimento uma alternativa de imitação aos carros mais caros feitos com a carroceria em fibra de carbono, como é o caso de modelos da Ferrari e Lamborghini, a um custo mais acessível. De lá para cá ganhou adeptos no mundo inteiro e mudou seu perfil e alcance.

É verdade que o envelopamento protege a pintura?

Sim, o envelopamento protege a pintura original de pequenos arranhões e amassados. Se a adesivagem for danificada, é só ir à loja e trocar a área afetada – o que acaba sendo simples e econômico.

Posso mudar a cor original do meu carro?

Sim. O envelopamento permite a alteração da cor do veículo parcial ou totalmente, com uma estética satisfatória. Por exemplo: um carro branco pode ficar preto e vice-versa. No caso de mudança total da cor predominante do veículo é só solicitar ao Detran (Departamento Estadual de Trânsito) a alteração do documento, com o pagamento de uma taxa estipulada por eles.

Como funciona o processo de envelopamento e quanto custa?

O serviço de adesivagem, artesanal e milimétrico, costuma durar dois dias e é feito por uma equipe de profissionais treinada. O valor total varia entre R$1.500 e R$3.500, dependendo do adesivo e da área aplicada. Os mais utilizados são o fosco preto e branco. Porém, existem os adesivos com brilho, estampas e os personalizados, ou seja, feitos ao gosto do cliente.

Como faço para retirar a adesivagem?

Enjoou? É só trocar. Essa é a versatilidade do envelopamento. Porém, como é um processo delicado, recomenda-se que o cliente vá a uma loja especializada como é o caso da Foscomania, para garantir que seu carro ficará novinho em folha! A Foscomania cobra uma taxa de R$ 450, para a retirada do envelopamento e o processo dura 1 dia.

Posso lavar meu carro envelopado normalmente?

Sim e não. O adesivo é resistente, porém delicado. Então, recomenda-se evitar máquinas de lavar carros muito agressivas e dar preferência para esponja e espuma.

Back to Top